[Apresentação]
[A Cidade]
[Acesso Rápido]
 
[Arquivo]
[Principal]

:: Fonte do Ribeirão
:: Palácio Episcopal
:: Solar dos Vasconcelos
:: Cafua das Mercês
:: Fonte das Pedras
 







 
>Blog do Patrimônio
>Brindes
>Busca no Site
>Fale Conosco
>Projetos
>Trapiche
>Mapa do Site










A CIDADE    |   Monumentos da Cidade - Fonte das Pedras


É do dia 31 de outubro de 1615 o mais antigo registro que se tem do local.

Nessa data, obedecendo fielmente às instruções recebidas do comandante Alexandre de Moura, o velho cabo-de-guerra Jerônimo de Albuquerque deu a ordem para a sua pequena tropa de homens extenuados acampar junto a uma nascente.

Na ocasião, talvez Albuquerque se sentisse algo inquieto – afinal de contas, o lugar ficava aos pés de um morro, num baixio acentuado que oferecia precária posição para se travar qualquer batalha defensiva, sobretudo se o inimigo surgisse de repente e procurasse um enfrentamento definitivo. Mas ele com certeza logo relaxou: afinal de contas, as tropas de La Ravardière estavam longe dali, aquarteladas no Forte debruçado sobre o Jerivé. Além disso, era preciso admitir também que não existia nas proximidades um sítio mais apropriado para o descanso dos seus soldados: aprazivelmente cercado de muitas árvores, sombreado e fresco.

A última fase da campanha portuguesa para reconquistar o território da Coroa ocupado pelo sonho francês da França Equinocial, partiu exatamente daquele vale profundo, próximo às margens do rio Bacanga e mais tarde conhecido como Fonte das Pedras.

Por ironia do destino, transcorridos apenas vinte e seis anos da passagem de Jerônimo de Albuquerque pela Fonte, o lugar veio a ser novamente ocupado e serviu outra vez de ponto de partida para uma campanha militar – só que, dessa feita, eram tropas holandesas da Companhia das Índias Ocidentais, sob o comando em terra do temível coronel Koin Anderson. Dali, elas se lançaram resolutamente sobre São Luís e levaram de vencida toda e qualquer tentativa de resistência.

De 1641 a 1643, a cidade padeceu sob uma brutal ocupação, mas, embora durante esse período os holandeses cometessem toda sorte de arbitrariedades contra a população civil, eles também realizaram algumas melhorias na infra-estrutura da colônia, entre elas a primeira construção da Fonte das Pedras - e a obra foi tão bem feita que, mais tarde, já novamente retomada a cidade para Portugal, nenhuma autoridade da Coroa se sentiu na obrigação de melhorá-la ou zelar por sua conservação. Por conta disso, embora servisse água limpa e abundante para grande parte de São Luís, a Fonte achava-se praticamente imprestável pelos idos de 1762, época em que foi registrada uma estiagem particularmente severa.

Apenas sob as ordens do Marechal-de-Campo Bernardo da Silveira Pinto da Fonseca, último governado colonial do Maranhão (1819 a 1822), é que a Fonte das Pedras foi recuperada pelo Coronel-Engenheiro Pereira do Lago, tendo recebido as linhas arquitetônicas que atualmente ostenta: um quadrilátero murado com frontão de alvenaria, amplo pátio calçado, galerias subterrâneas, bicas e carrancas. Encimando o seu portão de entrada, um escudo de bronze com as armas de Portugal.

A Fonte das Pedras é um local aconchegante - embora necessite de maiores cuidados de conservação - e proporciona um descanso tranqüilo sob árvores frondosas. O murmúrio contínuo da água, que jorra há séculos em seu tanque de pedra, é relaxante e quase hipnótico. Ela fica situada de frente para a Rua de São João, ladeada pelos acentuados aclives da Rua do Mocambo e da Rua da Inveja, no Centro.

Veja também

 [Localize-se]
 [Galeria de Fotos]










NOVIDADES DO SITE
 
Novo Blog

Foi lançado o novo blog do Patrimônio. Mais abrangente, com uma nova linha editorial e novo layout. Clique aqui.
 
Trapiche

A loja do site já está no ar - você já pode adqurir fotos e postais exclusivos
.
 
EM BREVE
 
Central de Notícias

Informação em tempo real numa parceria do Patrimônio com o G1, o maior portal de notícias da América Latina.
 
Site do Burunga

Cruel? Maldosa? E daí? A arte do riso é hilária.
 
Canal Curumim

Um canal com conteúdo todo direcionado para crianças - jogos, diversão, histórias, brindes, piadas e muito mais.
 
+ Projetos
Clique aqui

Principal   |   A Cidade   |   Athína   |   Cultura & Folclore   |   Matérias Especiais
Museu de Imagens   |   Sala de Imprensa   |   Agenda   |   Serviço   |   Novidades
Termos & Condições  |   Política de Privacidade  |  Sobre o Patrimônio |  Anuncie Conosco |  Créditos 
Copyright © Eduardo Abrahão - Todos os direitos reservados