[Acesso Rápido]
 
[Matérias Especiais]
[Principal]






 
>Blog do Patrimônio
>Brindes
>Busca no Site
>Fale Conosco
>Projetos
>Trapiche
>Mapa do Site
MATÉRIAS ESPECIAIS | Homenagem a Gullar

O poeta maranhense Ferreira Gullar, autor do Poema Sujo – obra-prima da poesia brasileira do século XX –, foi alvo de uma inusitada homenagem no dia 17 de novembro de 2006, no Centro Cultural da Justiça Federal do Rio de Janeiro.

Contando com a participação de um público estimado em duzentas pessoas, o evento comemorou o transcurso dos trinta anos da publicação do Poema Sujo com uma exposição, um recital de poesia e a degustação, pelos visitantes, de trechos do poema feitos em folhas de chocolate. Além da presença do próprio homenageado, a sensação da noite foi, sem dúvida, a apresentação de uma grande estátua de Gullar feita totalmente em chocolate maciço.

A idéia de fazer a estátua nasceu de uma conversa entre Diego Lozano, Consultor em Confeitaria e Chocolateria Européia; Sérgio Vennuto e Carlos Dimuro, poeta e curador do evento. A princípio, a intenção do grupo era confeccionar apenas o busto de Gullar, preenchendo a cabeça da escultura com bombos embalados em trechos do Poema Sujo e assinados pelo autor.

Depois de ouvir a opinião de vários conhecidos, o grupo logo descartou o projeto do busto - que, segundo Lozano, ‘ficaria estranho na prática’, já que ‘lembraria muito o filme Planeta dos Macacos’.

Foi aí então que entrou em cena o escultor Murilo Sá Toledo.

Artista já bastante experiente em seu metiê, Toledo foi decisivo para que uma concepção mais arrojada do projeto inicial pudesse ser desenvolvida e, enfim, posta em prática: seria moldada, em chocolate maciço, uma estátua de corpo inteiro do poeta.

Para o grupo, tratou-se de um enorme desafio – nenhum dos participantes tivera antes qualquer tipo de experiência semelhante em suas carreiras, fosse pelo material a ser utilizado, fosse até pelo tamanho concebido para a peça. E havia ainda um complicador: era imprescindível que o escultor tivesse ao menos um contato direto com o modelo, de forma a poder captar-lhe a essência, apreender a alma que seria transposta para o modelo de argila.

Contataram Gullar e a recepção não poderia ter sido melhor: o poeta não só gostou do projeto como ficou à disposição para receber o grupo em sua residência.

Depois desse encontro, foram meses de trabalho ininterrupto. Primeiro, confeccionaram uma escultura em argila, depois outra em bronze e, logo a seguir, outra em silicone. Finalmente chegaram à de chocolate maciço, contado já com o apoio de Nilson Silva, chocolatier da Harald, e da empresa Stalden, que cedeu vários transfers de chocolate.

A etapa do transporte foi especialmente difícil. A escultura precisou ser levada de São Paulo para Penedo, onde recebeu os últimos retoques, e de lá seguiu para o Rio de Janeiro. Os trechos esburacados da Dutra e as variações na temperatura cobraram alto preço, danificando a peça em vários pontos, o que demandou uma série de retoques de emergência até a chegada no Centro Cultural da Justiça Federal.

A exposição, claro, teve a melhor acolhida junto ao público, e Lozano, Vennuto, Dimuro e Toledo prometem que a escultura de Gullar será a primeira de uma série – afinal, o grupo está firme no propósito de construir o primeiro Museu do Chocolate no Brasil.

Em tempo: a escultura de Gullar permanece no Centro Cultural da Justiça Federal até o dia 07 de janeiro de 2007, de onde será então levada de volta a Penedo, ficando exposta na Kaakao Penedo até o mês de agosto. Ainda em agosto de 2007, a peça voltará para o Rio de Janeiro e será exposta no Hotel Glória como parte das comemorações pelos oitenta e cinco anos da fundação do hotel.
Veja também
 
 [Galeria de fotos fornecidas por Lozano]

Matéria Relacionada

 [Poema Sujo: 30 anos]
 


NOVIDADES DO SITE
 
Novo Blog

Foi lançado o novo blog do Patrimônio. Mais abrangente, com uma nova linha editorial e novo layout. Clique aqui.
 
Trapiche

A loja do site já está no ar - você já pode adqurir fotos e postais exclusivos
.
 
EM BREVE
 
Central de Notícias

Informação em tempo real numa parceria do Patrimônio com o G1, o maior portal de notícias da América Latina.
 
Site do Burunga

Cruel? Maldosa? E daí? A arte do riso é hilária.
 
Canal Curumim

Um canal com conteúdo todo direcionado para crianças - jogos, diversão, histórias, brindes, piadas e muito mais.
 
+ Projetos
Clique aqui

Principal   |   A Cidade   |   Athína  |   Cultura & Folclore   |   Matérias Especiais
Museu de Imagens   |   Sala de Imprensa   |   Agenda   |   Serviço   |   Novidades
Termos & Condições  |   Política de Privacidade  |  Sobre o Patrimônio |  Anuncie Conosco |  Créditos 
Copyright © Eduardo Abrahão - Todos os direitos reservados