[Apresentação]
[A Cidade]
[Acesso Rápido]
 
[Arquivo]
[Principal]

:: Igreja do Desterro
:: Praça Gonçalves Dias
:: Igreja do Rosário
:: Praça João Lisboa
:: Praça Benedito Leite
:: Praça Pedro II
:: Igreja de Santo Antonio






 
>Blog do Patrimônio
>Brindes
>Busca no Site
>Fale Conosco
>Projetos
>Trapiche
>Mapa do Site


A CIDADE    |   Igrejas & Praças - Igreja do Desterro


A Igreja de São José do Desterro é um marco na história de São Luís. Originalmente, era apenas uma pequena ermida coberta de palha e bastante modesta, ocupando cerca de um quarto de sua área atual - sua construção, segundo historiadores, é anterior a 1640. Consagrada em seus primórdios a Nossa Senhora do Desterro, sua antiga fachada voltava-se para o mar, e não para a Rua da Palma, como se vê hoje em dia.

Quando os holandeses comandados por Jan Cornelizoon invadiram São Luís a 25 de novembro de 1641, a ermida foi tomada de assalto, profanada e praticamente destruída. Só depois da expulsão dos invasores, ocorrida em 1644, é que ela pôde enfim ser reedificada, mas a passagem do tempo e o abandono cobraram seu alto preço, levando-a de novo ao chão em 1832.

E foi nesse ano que entrou em cena a surpreendente figura de José de Lé. Residente nas proximidades da velha ermida, negro e pobre, ele chamou para si a responsabilidade de reerguer o templo. Contando apenas com seus parcos recursos, com a ajuda ocasional dos amigos e eventuais esmolas da comunidade, lançou-se de corpo e alma nessa empreitada quase quixotesca. A morte, contudo, o surpreendeu no estágio inicial da obra, tendo conseguido erguer apenas as paredes principais. Outro morador do bairro, José Antonio de Queixo, tratou então de continuar o trabalho iniciado por José de Lé e, com muito esforço, conseguiu terminar a reconstrução da igreja em 1839.

Por essa época, no entanto, a Igreja do Desterro ficava num ponto ainda bastante afastado do centro de São Luís e, morto José Antonio, não tardou a mergulhar novamente num longo período de abandono. Muitas de suas imagens de santos e outras peças sacras foram roubadas. A situação chegou a tal ponto que em 1865 a Câmara da Cidade cogitou a possibilidade de arrasá-la e construir no local um mercado de peixes. Felizmente tal intento não foi levado adiante, graças à intervenção de um grupo de pessoas abnegadas, que arcou com os custos de restauração da velha ermida. Em 21 de novembro de 1869, o bispo D. Luís Gonzaga Saraiva celebrou ali uma missa solene, entregando-a, reformada, à comunidade.

A Igreja do Desterro ostenta atualmente uma fachada em estilo colonial simples, ladeada por uma única torre sineira encimada por um gradil. O templo ostenta, também, uma curiosa cúpula em forma de bulbo, que lembra vagamente o estilo bizantino, e é coroada por uma cruz de ferro.

A paz e o silêncio de seu interior são dignos da mais esplêndida catedral.


Veja também

 [Localize-se]
 [Galeria de Fotos]


NOVIDADES DO SITE
 
Novo Blog

Foi lançado o novo blog do Patrimônio. Mais abrangente, com uma nova linha editorial e novo layout. Clique aqui.
 
Trapiche

A loja do site já está no ar - você já pode adqurir fotos e postais exclusivos
.
 
EM BREVE
 
Central de Notícias

Informação em tempo real numa parceria do Patrimônio com o G1, o maior portal de notícias da América Latina.
 
Site do Burunga

Cruel? Maldosa? E daí? A arte do riso é hilária.
 
Canal Curumim

Um canal com conteúdo todo direcionado para crianças - jogos, diversão, histórias, brindes, piadas e muito mais.
 
+ Projetos
Clique aqui

Principal   |   A Cidade   |   Athína   |   Cultura & Folclore   |   Matérias Especiais
Museu de Imagens   |   Sala de Imprensa   |   Agenda   |   Serviço   |   Novidades
Termos & Condições  |   Política de Privacidade  |  Sobre o Patrimônio |  Anuncie Conosco |  Créditos 
Copyright © Eduardo Abrahão - Todos os direitos reservados