[Apresentação]
[A Cidade]
[Acesso Rápido]
 
[Arquivo]
[Principal]

:: Fonte do Ribeirão
:: Palácio Episcopal
:: Solar dos Vasconcelos
:: Cafua das Mercês
:: Fonte das Pedras
 







 
>Blog do Patrimônio
>Brindes
>Busca no Site
>Fale Conosco
>Projetos
>Trapiche
>Mapa do Site




 

A CIDADE    |   Monumentos da Cidade - Cafua das Mercês


A Cafua das Mercês foi construída em meados do século XVIII. Segundo reza a tradição, nela funcionou o mercado de escravos de São Luís - trazidos em sua maioria diretamente da África, esses escravos eram desembarcados nas proximidades, no Portinho, e depois transportados até o local, onde ficavam expostos à espera dos eventuais compradores.

O prédio, uma construção de pedra e cal, é o remanescente de um passado que o Brasil, em seus primeiros anos de República, tentou a todo custo apagar de sua História. Atualmente, preserva a memória das provações impostas aos escravos, e abriga o Museu do Negro, que dispõe de uma significativa coleção de arte africana, com peças dos grupos Bambara, Dogon e Senufo, entre outros. Também integra o acervo do museu vários instrumentos de suplício, entre eles uma réplica do Pelourinho de São Luís, cujo original foi destruído quando da Libertação dos Escravos, ocorrida em maio de 1888.

A Cafua - palavra originada do dialeto banto, e que significa cova, caverna, lugar escuro e isolado - é um pequeno sobrado com uma fachada uniforme em estilo marcadamente colonial. Possui dois pavimentos. Sua porta principal é ladeada e encimada por seteiras, as quais se acham centradas em nichos emoldurados por argamassa. Vale notar que essas seteiras são as únicas aberturas para a entrada de luz e para a ventilação, visto que não há janelas no local.

Originalmente, a Cafua dispunha de vários compartimentos internos, mas estes precisaram ser removidos durante a última restauração a que ela foi submetida, de modo a que o acervo do Museu do Negro pudesse ser convenientemente exibido. Após o salão térreo, há um pequeno pátio interno, revestido de cantaria e cercado por um alto muro de pedra. O acesso ao segundo pavimento se faz por uma estreita escada de concreto, e nesse aposento encontra-se a maior parte das peças de arte de sua coleção.

A Cafua é um lugar extremamente sóbrio, de atmosfera opressiva. Suas grossas paredes testemunharam dores indizíveis, que jamais deverão ser esquecidas. Por isso mesmo, a visita ao local é imprescindível, embora impactante. Fica na Rua Jacinto Maia, ao lado do Convento das Mercês, e funciona das 09h00min às 18h00min, de segunda a sexta-feira.


Veja também

 [Localize-se]
 [Galeria de Fotos]









NOVIDADES DO SITE
 
Novo Blog

Foi lançado o novo blog do Patrimônio. Mais abrangente, com uma nova linha editorial e novo layout. Clique aqui.
 
Trapiche

A loja do site já está no ar - você já pode adqurir fotos e postais exclusivos
.
 
EM BREVE
 
Central de Notícias

Informação em tempo real numa parceria do Patrimônio com o G1, o maior portal de notícias da América Latina.
 
Site do Burunga

Cruel? Maldosa? E daí? A arte do riso é hilária.
 
Canal Curumim

Um canal com conteúdo todo direcionado para crianças - jogos, diversão, histórias, brindes, piadas e muito mais.
 
+ Projetos
Clique aqui

Principal   |   A Cidade   |   Athína   |   Cultura & Folclore   |   Matérias Especiais
Museu de Imagens   |   Sala de Imprensa   |   Agenda   |   Serviço   |   Novidades
Termos & Condições  |   Política de Privacidade  |  Sobre o Patrimônio |  Anuncie Conosco |  Créditos 
Copyright © Eduardo Abrahão - Todos os direitos reservados