[Apresentação]
[A Cidade]
[Acesso Rápido]
 
[Arquivo]
[Principal]

:: Rua da Estrela
:: Rua 14 de Julho
:: Avenida Pedro II
:: Rua da Palma
:: Rua Direita
:: Rua de Nazaré
 






 
>Blog do Patrimônio
>Brindes
>Busca no Site
>Fale Conosco
>Projetos
>Trapiche
>Mapa do Site


A CIDADE    |   Rua de Nazaré

A Rua de Nazaré é capaz de tirar o fôlego de quem a percorre por duas boas razões.

A primeira delas decorre - naturalmente - da grande quantidade de imponentes casarões que se pode admirar ao longo de seu percurso, e de todo significado histórico que eles guardam para a cidade. Sob esse aspecto, ela é uma rua de forte poder evocativo: o passado de romântica boemia da área está presente em cada esquina, em cada janelão e sacada.

Diante disso, a segunda razão talvez pareça até bastante prosaica, mas seguramente não é menos importante: a Rua de Nazaré é um logradouro típico da velha topografia urbana de São Luís - o que implica, então, na existência de ladeiras íngremes.

De fato, tendo seu início na Travessa do Palácio - próximo, portanto, ao mais antigo núcleo habitado da cidade -, ela mergulha de ponta cabeça num acentuado declive até cruzar com a Rua da Estrela. A partir desse ponto, e quase que sem intervalo algum, começa uma árdua subida até o cruzamento com a Rua da Palma, de onde segue suavemente até o final, na Praça João Lisboa.

Em seus primórdios, a Rua de Nazaré era conhecida apenas como um logradouro íngreme, tortuoso e tomado por um barro espesso, que no inverno convertia-se num terrível atoleiro vermelho. Com o passar do tempo, porém, e com o subseqüente desenvolvimento econômico da cidade, converteu-se numa das mais importantes artérias do velho centro histórico.

Como já se disse, é uma rua de vastos e magníficos sobrados, tais como o de nº. 232, onde funcionou a Companhia Telephonica do Maranhão, fundada em 18 de novembro de 1890 - vale lembrar que o telefone foi inventado por volta de 1860, e São Luís teve sua primeira linha instalada já em 1880.

Próximo à antiga sede da Telephonica, e desta separada tão somente pela escadaria que dá início à Rua do Giz, encontra-se o Arquivo Público do Estado, instalado num amplo solar - de nº. 218 -, que por muitos anos abrigou um dos mais célebres e luxuosos prostíbulos da cidade, a Pensão da Chicó. É um prédio belíssimo, típico do período de opulência econômica do Maranhão e, sem dúvida alguma, um dos grandes monumentos de São Luís.

Em seu trecho final, a Rua de Nazaré está fechada ao tráfego de veículos, tornando-se assim uma ampla e aprazível calçada. Logo depois do cruzamento com a Rua da Palma, pode-se observar um grande sobrado de linhas coloniais - atualmente sede de um colégio - que em meados do século XVIII abrigava o Recolhimento de Nossa Senhora da Anunciação e Remédios para moças donzelas, mantido pelo jesuíta Gabriel Malagrida.

Mais adiante, já canto com a Rua do Egito, encontra-se o prédio de nº. 377, que ostenta a maior fachada de azulejos do Brasil, e uma das maiores da América Latina. Esse impressionante legado arquitetônico de São Luís esteve por muitos anos abandonado, só com as paredes externas de pé após ter sido quase que inteiramente consumido por um incêndio. Restaurado com esmero - inclusive no rico detalhe da cimalha de telhas de porcelana e ponteiras moldadas na forma de pombas - abriga uma unidade da Caixa Econômica Federal.

Ao longo dos anos, a Rua de Nazaré foi denominada sucessivamente de Joaquim Távola, em homenagem a esse tenente morto na rebelião de São Paulo - irmão de Juarez Távola, um dos expoentes da Revolução de 1930; e Cunha Machado, destacado jurista maranhense que também exerceu mandatos de deputado federal e senador da República.

Segue conhecida, no entanto, pelo nome original.



Veja também

 [Galeria de Fotos]
 [Localize-se]

Matéria Relacionada

 [Sobre o telefone]
 [Padre Malagrida]
 [A Revolução de 1930]



NOVIDADES DO SITE
 
Novo Blog

Foi lançado o novo blog do Patrimônio. Mais abrangente, com uma nova linha editorial e novo layout. Clique aqui.
 
Trapiche

A loja do site já está no ar - você já pode adqurir fotos e postais exclusivos
.
 
EM BREVE
 
Central de Notícias

Informação em tempo real numa parceria do Patrimônio com o G1, o maior portal de notícias da América Latina.
 
Site do Burunga

Cruel? Maldosa? E daí? A arte do riso é hilária.
 
Canal Curumim

Um canal com conteúdo todo direcionado para crianças - jogos, diversão, histórias, brindes, piadas e muito mais.
 
+ Projetos
Clique aqui

Principal   |   A Cidade   |   Athína   |   Cultura & Folclore   |   Matérias Especiais
Museu de Imagens   |   Sala de Imprensa   |   Agenda   |   Serviço   |   Novidades
Termos & Condições  |   Política de Privacidade  |  Sobre o Patrimônio |  Anuncie Conosco |  Créditos 
Copyright © Eduardo Abrahão - Todos os direitos reservados